Navegação inclusiva

Optimização de um website para eye tracking

Um desenho virtual partilhado
Website
Susana Sofia Pereira
  • design inclusivo
  • acessibilidade
  • usabilidade
  • interface
  • eye-tracking

Este projecto propõe uma optimização da homepage do Centro Hospitalar Lisboa Ocidental. Sendo esta a página web de um equipamento público que presta serviços essenciais à população, considera-se relevante a sua adaptação às necessidades particulares dos seus utilizadores.

A optimização passou pela reorganização da informação pré-existente, de modo a facilitar a navegação do público segundo princípios de acessibilidade, mais concretamente, os adequados ao controlo por eye tracking por parte de pessoas com restrições motoras. Uma vez que este controlo funciona através do movimento ocular, os botões de acesso deverão possuir uma área de clique considerável, a hierarquia da informação deverá ser precisa e a navegação deverá ser simples e intuitiva.

Numa avaliação do website original foi possível detectar vários aspectos passíveis de optimização, entre os quais o contraste entre fundo e fonte, a paleta de cores e a estruturação da informação. Partindo dessa análise, destacaram-se os acessos, aumentou-se a escala dos conteúdos e diminuiu-se o contraste cromático — tendo em conta que este grupo de utilizadores tem tendência a sofrer de cansaço ocular. Deste modo, o projecto procura melhorar a acessibilidade da homepage sem alterar o seus conteúdos.

A optimização da homepage do Centro Hospitalar Lisboa Ocidental (CHLO) passou pelo levantamento de informação da página web original, sua organização (tipo de informação e de acesso) e, posteriormente, pela definição de princípios de acessibilidade, tanto genéricos como associados ao controlo por eye tracking.

Por ser um controlo diferente do rato e do teclado, a própria estrutura de navegação teve de ser adaptada. Segundo a WebAIM (Web Accessibility In Mind), a alteração temporária da formatação dos elementos sobrepostos pelo cursor é eficaz para distinguir o que é clicável, para perceber qual a área de clique e, consequentemente, alterar as definições do elemento (por exemplo, botões de acesso rápido).

Páginas web inclusivas que considerem utilizadores com restrições motoras devem ter especial atenção à paleta de cores utilizada. No caso da optimização da homepage do CHLO, as cores predominantes passaram a ser o preto e o cinzento (evitando o esforço ocular existente com grandes contrastes) e o verde em áreas de destaque, por ser a cor oficial do CHLO.

A estrutura em F, considerada pelo Nielsen Norman Group como o padrão de leitura de websites, defende que as áreas mais visualizadas são as duas linhas horizontais no topo e a linha vertical do lado esquerdo.

Este projecto é um estudo para a optimização de uma página web, através da navegação controlada por eye tracking, e pode ser acedido através destes softwares, através de qualquer dispositivo com ligação à internet ou com o habitual controlo feito com o rato.

No entanto, com o programa para Windows CameraMouse e com uma boa câmara de computador é possível experienciar como se poderia navegar (nesta página ou outras) simplesmente com o movimento dos olhos.